domingo, 25 de julho de 2010

O Poeta está doente...



O Poeta está doente.
Ele não é um doente,
apenas está doente.
Chega achar que nem é doença,
somente um invasor inoportuno.
Se pega pensando o porque,
sabendo que inexiste resposta.

Poderia ser a pedra no caminho.
A queda da construção.
O choque na contramão.
O tiro da traição.
A rima sem solução.

O Poeta está doente.
Ele já o sabia
embora não acreditasse.

O Poeta está doente
e doente morrerá.

Um comentário:

Maria disse...

TENHA FÉ QUE SERÁS CURADO.